9 de junho de 2015

Dupla armada invade velório, expulsa família e ateia fogo no caixão

Dupla armada invade velório, expulsa família e ateia fogo no caixão
Polícia Militar ainda fazia buscas no início da noite desta segunda-feira (8) em busca da dupla armada que cometeu o atentado.
A Polícia Militar de Ipatinga, no Vale do Aço, segue em busca de dois homens suspeitos de invadirem um velório no bairro Bom Jardim, na madrugada desta segunda-feira (8), ameaçarem familiares do morto, fazerem pichações no loca e, por fim, atearem fogo no caixão. O velório era de um rapaz de 18 anos que foi baleado no bairro na última quinta-feira (4) e que teria falecido no sábado (6) em um hospital da cidade.

De acordo com a corporação, os parentes do rapaz morto entraram em contato com a corporação por volta das 00h30. O velório acontecia no salão de uma igreja do bairro onde a vítima vivia quando, de repente, a dupla armada chegou em uma motocicleta e invadiu o local. Após pedir para todos saírem do local, os suspeitos fizeram algumas pichações com ameaças nas paredes e, em seguida, espalharam um material combustível e atearam fogo ao caixão. 

Apesar de não constar no boletim de ocorrência, segundo a PM, familiares em entrevista à um canal de televisão local contaram que a dupla chegou a efetuar diversos disparos em direção ao caixão e até ameaçaram parentes de morte caso não saíssem do velório. Após acionada a polícia, o corpo foi novamente levado ao Instituto Médico-Legal (IML) da cidade e depois sepultado. 

Temerosos após a ação truculenta dos suspeitos no velório, a família do rapaz morto solicitou uma viatura da PM no momento de enterrar o corpo. Ainda segundo a polícia, nesta tarde militares seguiam fazendo buscas pelos suspeitos do crime. 

De acordo com a Polícia Civil, como a ocorrência foi registrada na delegacia de plantão e ainda não foi repassada para a delegacia que assumirá o caso, não foi possível obter detalhes sobre a investigação. Entretanto, em entrevista ao canal de TV local, o delegado Bruno Morato afirmou que a ligação entre o atentado e o assassinato do rapaz será investigada. O policial disse ainda que, caso sejam identificados, os acusados poderão responder por destruição de cadáver, porte ilegal de armas, ameaças e depredação de patrimônio.

Fonte: O Tempo
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Portal Coronel Ezequiel

Copyright © Portal Coronel Ezequiel |