19 de novembro de 2015

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) e o Ministério Público do Estado (MP/RN) realizaram audiência publica em Coronel Ezequiel


O evento aconteceu nesta quarta-feira 18 de novembro, na EM Manoel Cassimiro Gomes, onde teve como propósito debater os problemas da educação no município de Coronel Ezequiel, na qual foi apresentado à população do município o projeto MPEduc e ouviu educadores e cidadãos em geral, a respeito da qualidade da educação pública oferecida em Coronel Ezequiel. A audiência foi comandada pelo procurador da República Victor Mariz e pela promotora de Justiça Iveluska Lemos.

Na semana passada, duas equipes do Ministério Público visitaram as escolas da rede pública de ensino (municipal e estadual) de Coronel Ezequiel. Ao todo, 10 instituições de ensino foram visitadas. Para o procurador da República Victor Mariz, o trabalho realizado in loco, conhecendo as escolas, conversando com alunos, professores e diretores permitiu um diagnóstico preciso do ensino na região. Na audiência, foram discutidos as irregularidades constadas, onde foram mostradas através de slides fotos de problemas encontrados nas escolas do município e buscar soluções para melhorar a qualidade do ensino publico na cidade.

Qual o objetivo desse projeto? visa identificar os motivos do baixo índice da educação básica nos municípios e ainda acompanhar a execução das políticas na área da educação e a adequada destinação dos recursos públicos. Coronel Ezequiel foi uma das cidades, nas quais as escolas de ensinos de rede pública tiveram seus índices do IDEB inaceitável, muito abaixo da média.   


Ao final da audiência, foram selecionados alguns dos problemas encontrados nas escolas do município e feito a proposta ao prefeito Adailton Tavares com metas a serem cumprida em prazo exigidos no evento, tas como: vedações de algumas cisternas, abastecimento de água potável nas escolas, a exclusão dos carros pau-de-arara, ter um forro de teto adequado para salas de aulas, entre outros. O prefeito terá que cumprir todas essas metas em prazo determinado, onde foram feitos em acordo em frente a população do município ezequielense. Ao fim do prazo determinado, as escolas voltaram a serem vistoriadas para concluir que todas as metas exigidas foram cumpridas.

A meta é também levar ao conhecimento do cidadão informações essenciais sobre seu direito a um ensino de qualidade, bem como sobre o dever de todos contribuírem. Posteriormente, novas audiências públicas serão marcadas para apresentar os resultados obtidos. A população será informada se as medidas requeridas foram, de fato, adotadas e, em caso negativo, quais alternativas serão tomadas por promotores e procuradores.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Portal Coronel Ezequiel

Copyright © Portal Coronel Ezequiel |