11 de abril de 2017

RN sangrando na Lava Jato

O pacto para estancar a sangria parece não funcionar e escorreu para o RN. A partir da delação da Odebrecht, o ministro  Edson Fachin abriu investigação contra nove ministros do governo Temer, 29 senadores e 42 deputados federais, entre eles os presidentes das duas Casas, ao todo são 83 decisões do magistrado do STF. No RN, os senadores potiguares José Agripino (DEM) e Garibaldi Alves Filho (PMDB), o deputado federal Fábio Faria (PSD), o governador Robinson Faria (PSD). e a prefeita de Mossoró e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) serão investigados.

Robinson Faria, Rosalba Ciarlini e Fábio Faria terão inquéritos aberto para apurar corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Já os senadores Garibaldi Filho, José Agripino Maia e o deputado federal Felipe Maia terão inquéritos para responder por falsidade ideológica eleitoral.

Também serão investigados no Supremo um ministro do Tribunal de Contas da União, dois governadores e 24 outros políticos e autoridades que, apesar de não terem foro no tribunal, estão relacionadas aos fatos narrados pelos colaboradores. As investigações que tramitarão especificamente no Supremo com a autorização do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, foram baseadas nos depoimentos de 40 dos 78 delatores.

Carta Potiguar
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Portal Coronel Ezequiel

Copyright © Portal Coronel Ezequiel |